VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 5 de março de 2013

CENA INDEPENDENTE Lucas Santtana defende rádios públicas como projeto nacional

(foto. Pedro Cupertino)

Um dos nomes mais aclamados pela crítica na contemporaneidade, o irreverente Lucas Santtana se destaca pelo uso da Internet como forma de expressão e disseminação do seu trabalho, objeto de estudo pela capacidade de articulação com fãs e parceiros desde o disco de estreia, Eletro Ben Dodô, de 2000. Em diálogo estreito com a inquietação da nova ordem digital, suas canções passeiam pelo dub, afrobeat, samba, dancehall, rock e a cultura dos mashups, como ilustra o quarto álbum, Sem Nostalgia (2009).

Fonte. site Conexão Vivo

 

Fonte. Leandro Melito - Portal EBC - 04.03.2013 - 18h36 | Atualizado em 04.03.2013 - 21h45
 
Com cinco discos lançados e tendo a internet como principal meio de divulgação do seu trabalho, o compositor e instrumentista Lucas Santtana destaca a importância das rádios públicas como canal de educação e formação cidadã. "Acho que no Brasil a Dilma Rousseff está dando mole de não investir nisso com mais ênfase, realmente pensando como um projeto nacional, uma coisa que faz parte da educação do povo", defende.

Lucas veio a Brasília para a divulgação de seu quinto disco, O Deus Que Devasta Mas Tem Cura, disponibilizado em seu site há um ano, em março de 2012. Seu trabalho anterior, Sem Nostalgia, foi lançado em 2006 na Inglaterra, Alemanha e França e alcançou o primeiro lugar da parada de World Music na Europa em 2011. Com presença constante no velho continente durante os últimos dois anos, Santtana sentiu a diferença em relação ao tipo de música veículado pelas ondas sonoras aqui e lá. "A programação da rádio lá é mais rica,  diversificada e isso faz bem ao público, que tem uma educação musical  maior. Tem poucas rádios aqui que tocam essa diversidade musical  brasileira", compara.


Essa dificuldade em veicular seu trabalho nas rádios brasileiras foi um dos principais motivos que levou Santtana e outros músicos de sua geração a utilizarem a internet como principal plataforma de divulgação. "Minha geração chegou com a derrocada das gravadoras, que  já não tinham cacife de promoção, então nossa grande morada foi a internet.Todo mundo sabe que as rádios no Brasil são concessões públicas que vem desde a ditadura militar e são essas concessões que os caras acabam trabalhando de uma maneira muito comercial, as pessoas pagam por espaço, para ter sua música veiculada", afirma.

A interação de Santtana com os internautas ganhou força a partir de seu terceiro trabalho, 3 Sessions in a greenhouse em 2006. Nesse disco, além de disponibilizar o álbum ele transformou o selo musical Diginóis em blogue, onde além de baixar gratuitamente as músicas, as pessoas também podem baixar o formato aberto das músicas para remixar e enviar os remixes para o site. "Era um disco que estava o tempo inteiro vivo. As pessoas não só baixavam para escutar mas acabavam participando do disco", lembra. A partir de então todos os discos de Lucas são disponibilizados para download gratuito em seu site oficial.

Assita vídeo em que Lucas Santtana fala sobre seu último disco

Aqui 

 Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0

Início

Mais... Sobre Lucas Santtana  AQUI

  

Nenhum comentário: